Emílio Odebrecht diz a Moro que caixa dois era ‘modelo reinante’

emilio-odebrecht-2016-432

Em depoimento vazado, delator diz que Odebrecht fez doações não contabilizadas a campanhas políticas desde que seu pai, Norberto, comandava o grupo

Em depoimento ao juiz federal Sergio Moro, o presidente do conselho administrativo da empreiteira que leva o nome da família, Emílio Odebrecht, disse que o caixa dois foi o “modelo reinante” em campanhas eleitorais no país até pouco depois da deflagração da Operação Lava Jato. O empresário depôs ao juiz federal como testemunha de defesa de seu filho, Marcelo Odebrecht, na ação penal em que ele é réu ao lado do ex-ministro Antonio Palocci e outros 12 acusados. O processo apura o que o Ministério Público Federal chama de “conta corrente da propina” mantida por Palocci, o PT e a Odebrecht.

A pedido dos advogados do empresário, um dos 77 executivos da Odebrecht a firmarem acordos de delação com o Ministério Público Federal (MPF), o depoimento havia sido colocado em sigilo por Moro, já que as delações ainda estão em sigilo no Supremo Tribunal Federal (STF). Um erro técnico da Justiça Federal do Paraná, no entanto, acabou disponibilizando os vídeos por algum tempo no sistema de consulta processual.

 

  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s