LAVA JATO PEDE PERÍCIA EM DADOS DO DEPARTAMENTO DE PROPINAS DA ODEBRECHT

Moro, em evento em Brasilia

O Ministério Público Federal pediu ao juiz federal Sérgio Moro para que dois HDs e um pen drive com dados do sistema do departamento de propinas da Odebrecht sejam periciados. De acordo com os procuradores, os documentos, oriundos de cooperação internacional com a Suíça, têm relação direta com processo em que ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu por supostas propinas de R$ 12,5 milhões da construtora.

O advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula, divulgou nota sobre o assunto. “O Ministério Público Federal pediu a inclusão na perícia do MYwebday e DROUSYS de novo material da Suíça que a defesa do ex-presidente Lula não tem acesso. Além disso, o acordo de cooperação firmado com a Suíça não autoriza o uso em ação penal diversa daquela expressamente indicada no pacto”, escreveu.

“É necessário destacar que esse material não estava na ação e não foi submetido ao crivo do contraditório e da ampla defesa – não sendo possível incluí-lo após o término da coleta da prova oral, realização dos interrogatórios e apresentação de requerimentos de diligências complementares. Além disso, não é possível submeter à perícia material completamente desconhecido da defesa, com ampliação da prova secreta, de que se faz uso neste processo com intolerável frequência”, finalizou o advogado.

ÉPOCA