MPF denuncia Geddel, Cunha e mais 16 por fraudes na Caixa

BBNYHE5

Procuradores do Ministério Público Federal no Distrito Federal apresentaram nesta quinta-feira quatro denúncias relacionadas à operação Cui Bono, que apura irregularidades na concessão de crédito da Caixa Econômica Federal em troca de propina.

Entre os denunciados estão o ex-ministro Geddel Vieira Lima, os ex-deputados e presidentes da Câmara Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, o operador Lúcio Funaro e o ex-vice presidente da Caixa da Caixa Fábio Cleto. Ao todo, 18 pessoas são alvo da denúncia.

De acordo com o MPF, as quatro denúncias oferecidas são relativas a operações de crédito para Marfrig, Bertin, J&F e Grupo BR Vias e Oeste Sul Empreendimentos Imobiliários, bem como duas operações com recursos do FI-FGTS.

Os denunciados devem responder pelos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Os procuradores da República pedem, no total, multa e reparação de danos que ultrapassam os 3 bilhões de reais.

Os procuradores identificaram o repasse de valores ilícitos, por Lúcio Funaro a Eduardo Cunha (89,5 milhões de reais entre 2011 a 2015); Geddel Vieira Lima (17,9 milhões de reais entre 2012 a 2015) e a Henrique Alves (6,7 milhões de reais de 2012 a 2014).

Veja.com