TRF-4 NEGA PEDIDO DE LULA PARA AFASTAR MORO DE PROCESSO DO SÍTIO

O ex-presidente Lula teve mais uma “derrota” na justiça. Nesta quarta-feira (31), os desembargadores da 8ª Turma do TRF-4, João Pedro Gebran Neto, Leandro Paulsen e Victor Laus negaram o pedido de suspeição da defesa para afastamento do juiz Sérgio Moro do processo do sítio de Atibaia.

Por unanimidade, os magistrados, os mesmos que aumentaram a pena do petista no processo do Tríplex, mantiveram Moro à frente do processo em que Lula é réu junto com mais 12 pessoas. O MPF aponta que o ex-presidente recebeu propina por seis contratos firmados entre Petrobras, Odebrecht e OAS. O pagamento de R$ 1.02 milhão foi feito por meio de reformas no sítio de Atibaia.

Lula, que já foi condenado, em segunda instância, a 12 anos e 1 mês de prisão no caso do Tríplex, vai responder novamente por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na ação do sítio. O ex-presidente relacionou 59 testemunhas e os primeiros depoimentos serão colhidos por Moro a partir do próximo dia 5.

Jovem Pan

 

Anúncios