União gasta R$ 48,5 mil por mês com funcionários de Lula

A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não interrompeu os serviços prestados pela União ao petista. Lula, assim como todos os ex-presidentes da República, tem direito a uma equipe de 8 funcionários.
Pela média de salários dos servidores de janeiro a março deste ano, é possível dizer que a União desembolsa cerca de R$ 48,5 mil por mês com o serviço de apoio ao ex-presidente encarcerado.

Os dados foram obtidos pelo Poder360 via Lei de Acesso à Informação. Os valores são do período de janeiro a março de 2018. A cifra é gasta pelo governo federal.

O cálculo não inclui diárias, passagens e combustível, gastos também ressarcidos pela União à equipe dos ex-presidentes. O staff de Lula custou R$ 727 mil em 2017 e R$ 742 mil em 2016.

O petista completou 1 mês de prisão em Curitiba na 2ª feira (7.mai.2018). Cumpre pena de 12 anos e 1 mês de detenção. Ele foi condenado na Lava Jato por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do tríplex no Guarujá.

O governo anunciou em abril avaliava o que fazer sobre os funcionários que atendem a Lula, mas até agora, nada. A decisão está parada na Secretaria Geral da Presidência da República, que pediu que a subchefia de assuntos jurídicos da Casa Civil analisasse o caso. Não há prazo para o Planalto definir o que será feito.

OS BENEFÍCIOS

Todos os ex-presidentes têm direito, ao fim do mandato, a 8 cargos em comissão com salários que variam de R$ 2.585,13 a R$ 13.036,74. Os cargos foram garantidos pela lei 7.474/1986, da época da ditadura militar, reformulada pelo decreto 6.381/2009. O texto determina que cada ex-presidente tem direito vitalício aos seguintes benefícios:

  • 4 servidores para atividades de segurança e apoio pessoal;
  • 2 servidores de cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores – DAS, nível 5;
  • 2 motoristas.

De acordo a Presidência da República, os servidores e motoristas são de livre escolha do ex-Presidente da República e nomeados para cargo integrante do quadro dos cargos em comissão da Presidência da República.