Desemprego sobe para 12,7% e atinge 13,4 milhões em março

104b94720018c615645bad8284931a04

Segundo o IBGE, número de pessoas que trabalham menos do que gostariam apresentou recorde: são 28,3 milhões

Subiu em 1,2 milhão o número de brasileiros que entraram para a estatística do desemprego nos três primeiros meses do ano. Com isso, o total de pessoas à procura de trabalho chegou a 13,4 milhões. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Continua (Pnad Contínua), divulgada nesta terça-feira, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa de desocupação subiu para 12,7%, mas ainda é inferior aos 13,1% atingidos nos três primeiros meses de 2018.

As maiores quedas no número de ocupados foram no setor da administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais, com menos 332 mil pessoas, seguido por construção, com perda de 228 mil pessoas. Os outros setores ficaram estáveis.

VEJA.COM

Anúncios