Fraude de R$ 3 bilhões na Caixa e no FGTS: MPF denuncia Cunha, Geddel, Alves e mais 15

unnamed

O Ministério Público Federal apresentou quatro denúncias envolvendo cinco empresas e 18 pessoas por fraudes na liberação de empréstimos da Caixa Econômica Federal. As fraudes somam mais de R$ 3 bilhões. Também foram denunciados desvios em aportes do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS), gerido pela Caixa. Entre os denunciados, estão o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha e os ex-ministros Henrique Eduardo Alves e Geddel Vieira Lima, todos do MDB.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, determinou nesta sexta-feira a soltura de Pepe  Richa, irmão do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB), e dos outros presos da Operação Integração II (parte da Operação Lava Jato). Pepe é ex-secretário estadual de Infraestrutura e Logística do Paraná. Ele e os outros sete são investigados em casos de corrupção ligados aos procedimentos de concessão de rodovias federais no Paraná, num esquema que teria movimentado R$ 35 milhões em propinas, entre os anos de 1999 e 2015, sem a atualização monetária.

Nos momentos finais da campanha eleitoral no primeiro turno da eleição presidencial, o candidato Fernando Haddad (PT) mudou o roteiro de sua agenda para tentar barrar o avanço de Jair Bolsonaro (PSL) na região Nordeste.

O repórter Guilherme Azevedo conversou com o ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega, que enxerga na eleição deste ano uma disputa que confronta a raiva à política e a seperação na volta de um “tempo bom”.

UOL

Anúncios