QUATRO DIAS APÓS TOMAR POSSE, DODGE SOFRE PRIMEIRA BAIXA NA PGR

47b22f314f9b41c0b39d69cecf454c8c

Sidney Pessoa Madruga, procurador regional da República, foi flagrado dizendo que a nova gestão deverá investigar o ex-chefe de gabinete de Rodrigo Janot

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, aceitou nesta sexta-feira o pedido de exoneração do procurador regional da República Sidney Pessoa Madruga da função de coordenador do Grupo Executivo Nacional da Função Eleitoral (Genafe), informou a assessoria de comunicação da Procuradoria-Geral da República (PGR). Essa foi a primeira baixa na equipe de Dodge, que tomou posse do cargo na segunda-feira.

Madruga pediu demissão após ser flagrado pelo jornal Folha de S.Paulo dizendo que a “tendência” da nova gestão da PGR é investigar Eduardo Pelella, ex-chefe de gabinete de Rodrigo Janot, antecessor de Dodge. A afirmação foi feita em conversa flagrada pelo jornal Folha de S.Paulo num restaurante de Brasília. Ele estava acompanhado da advogada Fernanda Tórtima, que atuou na negociação da delação premiada da JBS.

Anúncios